Depois de tantos desafios, esperança de um ano melhor

Esperança

Os últimos anos foram desafiadores para todos – com agravantes para os pacientes de câncer, especialmente nas questões psíquicas e emocionais. “Os pacientes oncológicos já trazem questões emocionais básicas relacionadas ao diagnóstico e ao tratamento, com medo do tratamento não responder, de acontecer algo com a doença no meio do caminho, a impossibilidade de tratar, por exemplo, por causa da imunidade baixar demais”, esclarece Fabiana Caron, presidente da Sociedade Brasileira de Psico-Oncologia. Ela explica que todas essas sensações foram agravadas com a pandemia.

Em sua experiência com pacientes, tanto na clínica quanto no hospital, constata que se somaram diversos temores, como o de pegar Covid-19 e desenvolver sintomas mais graves se a imunidade estiver fragilizada ou atrasar o tratamento. “A pandemia veio como mais uma problemática para atrapalhar o processo de cura ou de restabelecimento da saúde para retomar a vida da forma mais rápida possível”, avalia a psico-oncologista, destacando que esta questão impactou não apenas o paciente, mas também os familiares. “A grande maioria precisa ter um familiar junto para levar ao tratamento, para ouvir o que o médico fala na consulta. Esse também foi um causador de aumento do sofrimento, primeiro porque havia o medo do familiar estar se expondo à Covid-19 e também a insegurança sobre quem iria prestar os cuidados caso o cuidador contraísse o vírus”.

O impedimento de levar acompanhante em alguns locais, especialmente no início do isolamento, também provocou angústia e sofrimento emocional. “O que já causa sofrimento na questão mental se agravou com esses empecilhos trazidos em virtude da Covid”, avalia Fabiana.

Outro fator citado por ela como motivo de preocupação é o atraso nos diagnósticos pela redução dos exames e acompanhamento de saúde no período, levando pessoas que poderiam se curar a não ter mais essa possibilidade, pela descoberta do tumor em estágio já avançado.

Tempo de esperança

Depois de tantos momentos difíceis, com o avanço da vacinação, a redução na incidência e no número de mortes por Covid-19, o momento agora é de esperança.

Para a psico-oncologista, por sua observação no cotidiano com os pacientes, em geral eles estão mais tranquilos, seguros e esperançosos do que quem não é paciente oncológico. O motivo para essa sensação, pondera, é o fato de já terem experimentado, com o diagnóstico, esse pavor de algo que ameaça a vida. “Olham para a pandemia de forma esperançosa, como olham para o câncer”.

A mensagem de Fabiana para 2022 também é de esperança: “Mais uma vez está sendo dada a oportunidade de desenvolvermos compaixão, empatia e principalmente humanidade. Todos nós precisamos agarrar essa oportunidade para começar 2022 com seres humanos auxiliando seres humanos, praticando compaixão e empatia. O mundo está precisando muito disso e a pandemia nos mostrou que a qualquer momento todo mundo pode partir e o que nos salva, muitas vezes, é um ajudar o outro, fazendo seu papel de forma empática e com compaixão”.

Os fundadores do Instituto Vencer o Câncer, oncologistas Antonio Buzaid e Fernando Maluf, também deixam suas mensagens de esperança.

“O ano de 2020 foi muito duro para todos nós, pacientes, médicos, pessoas que nem tinham doença nenhuma. Em 2021 as coisas melhoraram, estamos terminando o ano com a maior parte da população brasileira vacinada, uma baixa mortalidade por Covid. Tenho certeza que 2022 vai ser um ano melhor para todos nós – para aqueles que não têm nada, para os pacientes e os médicos. Os avanços na Oncologia continuam cada vez mais, cada vez melhor. Temos que ver o futuro com otimismo. Eu vejo o futuro com otimismo. Felizes festas para todos”.  – Antonio Buzaid

“2020 e 2021 foram dois anos muito complicados, muito tristes, com altíssimo número de mortes pela Covid-19, mas não só isso: a pandemia acabou causando um número de casos de câncer avançado muito grande, porque as pessoas, pelo isolamento, deixaram de fazer seus exames de rotina. Felizmente, com a vinda da vacina e com quase toda a população vacinada, as pessoas estão voltando à tão desejada normalidade. Uma das funções do Instituto Vencer o Câncer é promover, para toda a população brasileira, informação de qualidade para prevenção, diagnóstico e tratamento do câncer. Informação de qualidade é muito importante para conhecer a doença em profundidade. É fundamental também trabalhar nas políticas públicas para garantir acesso da população a medicações e tecnologia, promover discussões com os órgãos responsáveis para melhorar a vida do brasileiro e da brasileira, da criança, do adolescente e do adulto com câncer, permitindo que todos tenham condição de brigar e vencer a doença chamada câncer. Desejo um ótimo 2022, um ano com saúde, felicidade e realizações.  Um ano melhor do que foram os anos passados. O Instituto Vencer o Câncer está com vocês e para vocês.” – Fernando Maluf

E trazemos também mais esperança, na voz dos pacientes que participaram de nossas matérias ao longo de 2021.

“Viver inspira a cura. Essa frase traz o sentido de que a gente querer viver, gostar da vida, é a inspiração para qualquer cura. E cura não é só a doença; é qualquer adversidade que a vida oferece para a gente, ter o conceito de que é muito bom estar vivo e estar aqui. É a inspiração para passar pelas adversidades e para a cura de qualquer problema. Viver inspira a cura”.  Vinicius Zimbrão – paciente de câncer de testículo

“Que 2022 venha recheado de boas notícias, abraços apertados e muita saúde. Que não nos falte fé e a esperança do dia esteja sempre presente! Esses são os meus mais sinceros votos!” Telma Sampaio de Oliveira – paciente de câncer de ovário

“‘Um dia de cada vez’…. Essa é a frase mais verdadeira para quem enfrenta a doença. Tenha esperança na cura. Tenha bons pensamentos. Cada dia é um desafio e acredite: você nunca está sozinho.” Andrea Lorenzon – paciente de câncer de rim

“Por mais difícil que pareça, essa situação é passageira. Não perca a fé, a alegria e a animação. Você é forte e nenhuma doença pode te derrubar. Você sairá dessa ainda mais forte. Desejo a todos um abençoado 2022, com muito amor e saúde.” Margarete Tavares – paciente de câncer de pulmão

“Mais um ano “diferente”, atípico, cercado de muita emoção e aprendizado chega ao fim. Virão aí mais 365 oportunidades de fazermos o nosso melhor, de colocar em prática toda a empatia, prática do bem e amor ao próximo, que foram a cada dia vividos, lapidados, aprimorados. Muitas vezes lágrimas caíram e ajudaram muito estes processos naturais de nossa vivência. Se depender de minha contribuição, o cuidado oncológico, centrado no paciente e seu empoderamento, estarão sempre na prioridade das discussões e tomadas de decisões. Vamos juntos multiplicar o bem e construir um maravilhoso 2022? Fazer o bem faz muito bem! Conto com todos nessa causa que encaro como uma missão! Vamos juntos “Vencer o Câncer” com 100% de esforço onde houver 1% de chance! Que Deus nos abençoe sempre.” Thiago Andrade Brasileiro – paciente de Leucemia Mielóide Crônica

“Além de pedir e desejar saúde para todos que eu amo, que eu consiga principalmente desfrutá-la da melhor forma possível, que muitas vezes é a mais simples de todas, apenas vivendo. Mais do que um IMC ideal ou exames perfeitos, que em 2022 a gente possa alcançar aqueles pequenos momentos valiosos de plenitude por estar aqui.” Gabriela Giantomassi Monteiro de Almeida – paciente de câncer de pâncreas

“Fé é a primeira palavra que me vem à mente para falar sobre a doença. Acredito que Deus faz tudo para o nosso bem. Então, aceitei o câncer como uma oportunidade de aperfeiçoamento e de aprendizagem. Nunca reclamei. Perseverança é a outra palavra que resume o tratamento; alguns dias serão difíceis, mas é importante continuar acreditando e seguindo em frente.” Erick Cavalcanti Linhares Lima – paciente de câncer de pâncreas

“A pandemia de Covid-19 convida a população mundial a cuidar melhor do planeta e das pessoas. Prevenir contra o câncer é uma atitude de amor a si mesmo e a todas as pessoas que te amam.” Ubiratan Azevedo de Menezes – paciente de câncer de próstata

“Que em 2022 possamos celebrar a vida a cada amanhecer, como nosso maior poder!” Carla Gil Fernandes – paciente de melanoma

“Mais um ano se findando, e o que deve sempre permanecer em nós é a esperança. Esperança de que a vida sempre nos encontre VIVOS! A vida bem vivida só depende de nós, independente dos problemas. COMO viver é o que podemos determinar. Entender que a vida é agora, e que apesar de um ciclo estar se encerrando, só depende de nós viver bem!” Germaine Tillwitz – paciente de câncer de mama

“Viver ou ser levado pela vida? Eu vivi muitos anos em piloto automático e só despertei e tomei as rédeas da minha vida apenas quando adoeci. Por isso, espero que ninguém precise passar por algo difícil para entender que a vida acontece agora e que cada instante importa. Então eu só posso desejar saúde, e não só no próximo ano, para que exista muita vida em cada dia que está por vir.” Roberta Perez – paciente de câncer de mama

A equipe do Instituto Vencer o Câncer deseja a todos um 2022 com muita saúde!

The post Depois de tantos desafios, esperança de um ano melhor appeared first on Vencer o Câncer.

Fonte | Clique aqui